Resenha | O Visconde que Me Amava - Julia Quinn

Resenha de O Visconde que Me Amava, da Julia Quinn

Título Nacional: O Visconde que Me Amava
Título Original: The Viscount who loved me
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
Especificações: 304 páginas 
ISBN: 9788580411973
Avaliação: ★★★★★ 

Sobre a obra

A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.

Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.

Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.

Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.

Opinião pessoal

Visconde que Me Amava é o segundo livro da série Bridgerton, coleção de romances de época escrita pela autora Julia Quinn

Nele conhecemos a história de Anthony Bridgerton, o filho mais velho e o patriarca da família. Jovem, bonito e sedutor, Anthony tem certeza que terá uma morte prematura - assim como seu pai - e por conta disso, decide procurar uma bela moça para se casar e ter um filho, o que garantiria a linhagem familiar e uma boa mãe para seu filho. Entretanto ele não planeja se casar por amor.

E nessa missão ele conhece a Edwina, a jovem mais bonita e simpática da temporada, mas para cortejá-la ele terá que lidar com sua irmã Kate, uma pessoa extremamente persuasiva e que não simpatiza com a fama do Visconde. Decidido que Edwina se enquadra em seus padrões, Anthony passa a disputar a atenção da jovem com Kate e os dois iniciam uma briga, que confunde antipatia e desejo. 

Na obra conhecemos os medos e ansiedades dos dois personagens que se mostram em constante conflito, pois ambos ostentam uma personalidade difícil, mandona e uma forte determinação para conseguir o que desejam o que desejam

É neste livro que nós conhecemos a famosa "abelha", ícone da série que deu origem ao apelido dos fãs da série (abelhinhas) e que também se tornou o brasão da família Bridgerton na série adaptada pela Netflix.

Visconde que Me Amava é um livro leve divertido e cheio de reviravoltas, onde conhecemos mais sobre a personalidade e características que definem cada um dos membros da família Bridgerton. 

Se você que já assistiu a série Bridgerton da Netflix, ou mesmo já leu o primeiro livro da série - O Duque e Eu - vai se apaixonar pela edição de luxo que será lançada pela Editora Arqueiro em 2021.


Postar um comentário

0 Comentários