Ads

#DicasParaoFindi, uma volta ao mundo


Nas dicas para este fim de semana, acompanhe a saga de um grupo de assaltantes espanhóis, fique hakuna matata nas savanas africanas e testemunhe a bravura da guerreira chinesa mais incrível de todas

Nas telas pequenas

La Casa de Papel
Rotten Tomatoes: 86% (audience score).
IMDB: 8,6/10.



Depois de terem obtido sucesso no assalto à Casa da Moeda espanhola, o grupo liderado pelo Professor (Álvaro Morte) passa a ser procurado pelo país. Quando um membro da gangue é capturado, o grupo se reúne novamente com um novo objetivo, que dessa vez não tem a ver com dinheiro.

A terceira parte de La Casa de Papel estreou hoje na Netflix e você já pode fazer aquela maratona a qualquer momento.


Trailer:



Nas telas gigantes

O Rei Leão
Rotten Tomatoes: 55% (Tomatometer); 89% (audience score).
IMDB: 6,9/10.


Cerca de 25 anos depois do lançamento da adorada animação, O Rei Leão retorna aos cinemas numa versão ultrarrealista.

A nova versão, uma das estreias mais aguardadas do ano, é dirigida por Jon Favreau (o mesmo que dirigiu o aclamado remake live-action da Disney de Mogli: O Menino Lobo), segue a mesma base da animação de 1994 e acompanha o crescimento do leãozinho Simba (JD McCrary, filhote; Donald Glover, adulto) rumo ao trono que lhe foi usurpado pelo seu ardiloso tio, Scar (Chiwetel Ejiofor). Contudo, agora há mais espaço para o desenvolvimento de Nala (Beyoncé Knowles-Carter), interesse amoroso de Simba, e, no total, há cerca de meia hora a mais do que a primeira versão.

A nova versão de O Rei Leão estrou ontem, 18/07, nos cinemas nacionais.

Trailer:


Nas listas dos cinéfilos

Mulan
Rotten Tomatoes: 86% (Tomatometer); 85% (audience score).
IMDB: 7,6/10.



Falando em remakes, Mulan é outro clássico Disney que deve retornar aos cinemas em breve. A animação de 1998 é uma das mais adoradas pelos fãs do estúdio e sua nova versão, dessa vez em live-action, deve estrear em março do ano que vem. Enquanto a nova versão não estreia, a animação, que foi sucesso de público e crítica, é uma boa pedida para este fim de semana.

No filme, Fa Mulan (Ming-Na Wen) é filha do veterano Fa Zhou (Soon-Tek Oh), que é intimado a servir novamente ao exército chinês contra a invasão dos Hunos. Mulan, inconformada com a intimação do pai, que já é idoso e não tem condições de participar da guerra, se passa por homem e se apresenta ao exército em seu lugar.

Muito diferente dos clássicos Disney protagonizados por mulheres anteriormente, Mulan não é um filme de princesa qualquer. Aqui, a protagonista não nasce em terra mágica e rodeada de infinita riqueza. Logo no começo, somos apresentados às circunstâncias às quais Mulan é submetida assim que chega à idade em que, segundo os costumes da sociedade em que vive, deveria se casar. Totalmente contra essa imposição, a personagem contraria o que já se sabia e se esperava de protagonistas femininas em filmes infanto-juvenis e, num dos mais excepcionais arcos desenvolvidos na história do cinema, se torna uma guerreira que continuará a inspirar crianças durante muito tempo.

Mulan está disponível na Netflix.

Trailer:


Os valores dos sites IMDB e Rotten Tomatoes, repercutidos nesta lista, foram consultados no dia 19/07/19.

Por Bruno Carvalho

Nenhum comentário