Header Ads

[RESENHA] Prisão do Rei – Victoria Aveyard

 “Não fomos escolhidos, mas amaldiçoados”

Olá pessoal,

Essa foi a semana de se aventurar (e sofrer) com Mare Barrow em A PRISÃO DO REI, terceiro livro cronológico (e quarto da série) de A RAINHA VERMELHA.

Nessa narrativa encontramos muita raiva, ódio, jogos de poder e um verdadeiro plano maligno para comandar Norta – e Mare está novamente centro desse “inferno”. Confiram:

Sobre a autora

Victoria Aveyard é uma escritora norte-americana, nascida na cidade de East Longmeadow, no estado de Massachusetts. Formada em 2012 em produção de roteiros pela da University of Southern California, Victoria desenvolveu o interesse pela escrita desde pequena, dedicando-se inteiramente a paixão após concluir a faculdade.

A RAINHA VERMELHA (Red Queen) é o seu romance de estreia, lançado em 2015, e amplamente bem recebido no cenário internacional. A continuação da obra, Espada de Vidro (Glass Sword) foi lançado mundialmente em fevereiro de 2016. A saga já é referência dentro da literatura Young Adult (YA) e está em fase de adaptação para produção cinematográfica.
 “Partes de mim, partes pequenas, continuam apaixonadas por uma ficção.Um fantasma de um garoto que não consigo desvendar”

Sobre a obra

Mare Barrow foi capturada e passa os dias presa no palácio, impotente sem seu poder e atormentada por seus erros. Ela está à mercê do garoto por quem um dia se apaixonou, um jovem dissimulado que a enganou e traiu.

Agora rei, Maven continua com os planos de sua mãe, fazendo de tudo para manter o controle de Norta - e de sua prisioneira.

Enquanto Mare tenta aguentar o peso sufocante das Pedras Silenciosas, o resto da Guarda Escarlate se organiza, treinando e expandindo. Com a rebelião cada vez mais forte, eles param de agir sob as sombras e se preparam para a guerra.

Entre eles está Cal, um prateado em meio aos vermelhos. Incapaz de decidir a que lado dedicar sua lealdade, o príncipe exilado só tem uma certeza: ele não vai descansar enquanto não trouxer Mare de volta.
 “Partes de mim, partes pequenas, continuam apaixonadas por uma ficção.Um fantasma de um garoto que não consigo desvendar”

Opinião pessoal

KINGS CAGE é um dos livros mais aguardados de 2017, preparando a saga para o seu final iminente.

Por esse motivo existem tantas expectativas – minhas inclusive – em relação ao rumo que a autora dará á história.

A narrativa retorna ao momento da prisão de Mare – um sacrifício da jovem para manter seus amigos em seguros – e sua apresentação como o rosto e a líder da Guarda Escarlate – mais uma mentira de Marven para dominar a nobreza prateada.

Após essa exposição, a jovem é enclausurada durante meses em uma cela revestida de pedra silenciosa e com a segurança de guardas Arwen, dominadores do silêncio, o que oprime e destrói os poderes de Mare a cada dia.

Esse período de limitação e sofrimento vai moldando o caráter de todos os moradores do palácio: Mare passa a desenvolver o hábito de odiar tudo e todos e a estudar os pontos fracos Marven para conquistar sua vingança. O jovem Rei se revela uma criança mimada e controladora que insiste em não “abrir mão do brinquedo favorito” e Evangeline, se mostra uma pessoa carente e desesperada por alcançar seu lugar como princesa.

Esses conflitos oferecem tom à trama, apresentando dinamicidade e monotonia, conforme a autora considera necessário. Como exemplo, podemos citar o excesso de diálogos repetitivos para representar o tempo da prisão de Mare, ou a intensidade da narrativa e nos diálogos, quando os personagens encaram a batalha.

Vemos ao longo da obra muitos interesses em conflito, sejam eles do Rei, da Guarda, da individualidade de Mare e da fidelidade durante a batalha. O leitor fica constantemente com a dúvida se a garota vermelha está sendo usada ou usando alguém em prol de seus interesses.

Percebemos que a arrogância de Mare diminuiu nesse último livro (algo raro quando falamos da jovem) e ela se abriu para confiar nos outros, o problema é que agora existe muito em jogo: amor, amizade, o trono de Norta, a liberdade vermelha e o interesse de outros reinos.

Como saber quem é o amigo, quem é o aliado e quem é o inimigo?

Finalizei o livro com o coração apertado, pois as revelações foram “bombásticas”, deixando grandes acontecimentos para o próximo lançamento – ainda sem data oficial.

Título Nacional: Prisão do Rei
Título Original: Kings Cage
Autora: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Ano: 2017
Especificações: 544 páginas
ISBN: 9788555340277
Avaliação: ★★★★★

8 comentários:

  1. Olá, gostei muito da resenha e da historia, tenho o primeiro livro que ganhei mas ainda não li, mas quero muitor embarca nessa aventura incrivel..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lily,

      Que bom que gostou da resenha! Leia, vale muito a pena *-*

      Excluir
  2. Quero muito ler esta série e me deixou enormemmente interessada.Vou ler já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Livia,

      Posso te dizer que e uma das melhores distopias que já li!! <3

      Excluir
  3. Adorei os livros anteriores e estou louca por esse terceiro!! Pelo que eu vi a galera comentando, é de deixar o queixo no chão!

    ~ Compulsivamente Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não perca tempo Mari!
      A continuação é surpreendente e faz com que ansiemos pelo próximo desesperadamente!

      Beijinhos ;*

      Excluir
  4. Adorei os três livros e torcendo mto pra q a escritora não estrague tudo no final como algumas sagas..Tipo divergente.. Hush Hush...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcia,
      Te entendo!!

      Também tenho essa espectativa, não vou aguentar um final sem sentido.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.