/ / / / / / / / / Crítica | Bom dia, Verônica

Crítica | Bom dia, Verônica

 

Ontem estreou na Netflix, “Bom dia, Verônica”, uma série brasileira baseada no livro lançado em 2016 pela Darkside, como falamos no post anterior.

E é claro que eu, uma louca por thrillers, fiz maratona da série (junto com mamis!) e vim contar um pouquinho sobre o que achei.

Lembrando que a série tem temáticas muito pesadas como: violência contra a mulher, suicídio, depressão, estupro e assuntos relacionados. Se por um acaso esses assuntos podem te dar gatilho pare aqui mesmo o post e não veja a série.

Imagem: Divulgação/ Netflix



 A série conta a história de Verônica, uma escrivã da polícia que começa a desvendar dois crimes isolados, porém com a mesma temática: violência contra a mulher. No primeiro caso ela ajuda uma mulher a encontrar o cara que a drogou e se aproveitou dela, no segundo ela precisa ajudar uma esposa a sair de um relacionamento abusivo com um psicopata. Além de tudo isso, Verônica ainda precisa proteger sua família.

Como aqui é uma zona sem spoilers eu não vou me alongar nos detalhes, mas vocês precisam saber que a série está INCRÍVEL, enredo bom e envolvente, personagens bem construídos. Já deixaram um gancho para a próxima temporada (que eu já estou louca para ver e descobrir mais) e espero que saia uma data logo!



Termino aqui com os meus parabéns ao Raphael Montes e Ilana Casoy pelo ótimo trabalho e torcendo para que essa série ganhe a visibilidade que merece.

Crítica | Bom dia, Verônica Crítica | Bom dia, Verônica Reviewed by Tainan Pimenta on Rating: 5

Nenhum comentário:

google.com, pub-4664668740566794, DIRECT, f08c47fec0942fa0
Tecnologia do Blogger.