[RESENHA] A Duquesa Rebelde – Christine Merrill

Olá pessoal,

Quem me acompanha nas redes sociais sabe que estou em uma fase de “romances”, principalmente os históricos – culpe a Julia Quinn por fazer com que me apaixonasse por condes, duques e senhoritas de grande personalidade. Por esse motivo inclui a leitura de A Duquesa Rebelde, da Christine Merrill, na lista de favoritos do momento.

Em uma história bem divertida e cheia regras sociais e de dignidade, A Duquesa Rebelde apresenta um lado forte e destemido das senhoras do século XVIII que vai surpreender os mais experientes leitores. Confira a resenha da obra:

Sobre a autora

Christine Merrill é uma escritora americana, nascida em Winsconsin (EUA), onde vive com o marido e os dois filhos. Sua experiência com a escrita nasceu já na infância junto com o desejo de se tornar escritora, mas ela só se aventurou no universo literário quando estava mais velha, já casada e cuidando dos filhos, como um hobbie para uma dona de casa.

As cativantes histórias e escrita envolvente fizeram com que Christine conquistasse o prêmio RWA’s Golden Heart para manuscritos inéditos, com a obra The Inconvenient Duchess (A Duquesa Rebelde), que posteriormente foi publicada pela Mills & Boon, jurados do concurso.

Sobre a obra

Miranda Grey é uma jovem de 23 anos que sai de sua casa rumo a Devon à procura de uma vida melhor e, quem sabe, de um casamento digno. Seu passado é repleto de segredos e tristezas e ela busca em uma velha amiga de sua madrasta a chance de encontrar um bom marido – sendo este um de seus dois filhos Marcus e St. John, ou um homem de seu ciclo de conhecidos.

O que a moça não poderia imaginar é que ao chegar à residência dos Radwell encontraria sua “protetora” morta e sua reputação em risco por estar em uma casa com dois homens solteiro. Tentando salvar a honra de Miranda, Marcus – que também ostenta o título de Duque de Haughleigh – resolve se casar com a moça para resolver os problemas que ela possa a ter.

O casamento parece iniciar com o pé esquerdo, pois Marcus é rabugento e metido, enquanto Miranda é independente e irritante. Os recém-casados, que já enfrentam dificuldades com sua adaptação, se veem em um triângulo amoroso arquitetado pelo irmão de Michael, St. John, e segredos de ambas as famílias.

Opinião pessoal

É engraçado como sempre simpatizo com as duquesas – talvez porque esse é meu título favorito. Miranda inicialmente parece uma moça indefesa que, na verdade, tem um temperamento forte e grande força de vontade para colocar a vida do marido e a casa em ordem.

O passado da moça a aflige tornando a situação com Marcus bem complicada, sem contar o envolvimento de Dr. John, que deixa a vida da moça ainda mais difícil – tudo decorrente de uma briga anterior entre os dois irmãos.

Marcus por outro lado se apresenta como um Duque amargurado que encontra na nova esposa um dilema de confiança e segredos. Porém ele nunca se satisfaz com a verdade e confronta Miranda para descobrir quem ela realmente é.

A história é envolvente e divertida, fazendo com que o leitor se surpreenda com o rumo do enredo e fique ansioso até a última página. Os altos e baixos do relacionamento são decisivos para traçar a trama e fazer com que a duquesa se encontre na nova vida.

Já conheciam a história? Compartilhem sua opinião conosco.

Beijinhos ;*

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.