Header Ads

[RESENHA] Fiquei com seu Número – Sophie Kinsella

Olá pessoal,

Hoje trouxe para vocês a resenha de um romance que me cativou muito, o Fiquei com Seu Número, da Sophie Kinsella. Queria ter apresentado essa resenha no mês de junho, mas com a correria ela acabou ficando para julho mesmo. A história trata de um romance moderno, tranquilo e sem muito estresse psicológico. A facilidade de leitura e ótima escrita fez com que eu me apaixonasse pelo livro.

Confiram a resenha:

Sobre a autora

Sophie Kinsella é uma escritora inglesa, nascida em Londres em 1969. Seu nome real é Madeleine Wickham (cada dia encontro mais autores com pseudônimos) e ela é uma das referências no gênero chick-lit (literatura moderna, protagonizada pelo sexo feminino, que trata do mundo profissional e amoroso com um toque de bom humor).

A autora ingressou no New College, em Oxford, para o curso de música, mas um ano depois pediu transferência para o curso de Política, Filosofia e Economia (podemos imaginar que foi essa transição que deu vida a sua personagem de mais destaque, Becky Bloomwood). Posteriormente ela atuou como jornalista econômica e financeira para alguns jornais britânicos, entre eles o Pensions World.

Aos 24 anos Sophie publicou seu primeiro romance, The Tennis Party, que recebeu ótimas críticas e entrou na lista dos dez mais vendidos. Ela escreveu mais seis histórias assinando com seu nome original, mas ao lançar Shopaholic - The Secret of a Shopaholic Dreamworld (conhecido no Brasil como Os Delírios de Consumo de Becky Bloom) em 2000, resolveu optar pela divulgação com um pseudônimo.

Hoje Sophie já conta com 23 livros publicados, traduzidos para mais de 30 línguas.

Sobre o Livro

A história se passa em Londres nos dias atuais. Poppy Watts é uma fisioterapeuta que está a caminho do altar com um professor doutor, Magnus Tavish, que – além de ser bonito – é um ótimo partido. O relacionamento entre eles foi relâmpago e logo marcaram o casamento, mas Poppy percebe que seus futuros sogros não estão de acordo com os planos do casal.

Para piorar a situação, ela perde o anel de noivado – que é uma relíquia de família – durante uma confraternização entre amigas em um hotel. Após horas procurando o tal do anel, Poppy passa seu número toda a equipe de limpeza e organização do local para que avisem quando o encontrarem, mas tem seu celular roubado logo em seguida.

É nesse momento que ela encontra um aparelho de celular jogado no lixo e, como precisa de um número e aquele está “sobrando”, ela toma posse do aparelho e passa o novo contato para todos os envolvidos na busca. Pouco tempo depois Poppy descobre que o aparelho pertence à assistente de Sam Roxton, da Consultoria White Globe, e ela faz um acordo com o executivo: ela assumirá todas as tarefas da assistente dele enquanto fica com o aparelho, o que inclui enviar e-mails, anotar ligações e informar sobre mensagens.

É nesse momento que a protagonista passa a se aprofundar na vida de Sam e a coloca de cabeça para baixo. Enquanto tenta resolver seus próprios problemas – encontrar o anel de noivado, agradar os sogros e descobrir se seu noivo realmente à ama –, Poppy embarca em uma conspiração empresarial que poderá destruir a vida de Sam e seus amigos.

Opinião pessoal

Sabemos que Londres é conhecida por sua aura cinzenta, mas Poppy definitivamente colore a cidade com suas loucuras. A cada página eu pensava “não acredito que essa menina está fazendo isso!” rs.

Talvez muitas pessoas não gostem da história, pois ela é o típico romance delivery (rápido), onde os fatos são apresentados com vários altos e baixos, inúmeros  momentos de clímax e o enredo que gira entorno de um fato específico – o sumiço do anel de noivado. Mas não se preocupe, o carisma da personagem é contagiante e suas preocupações são as mesmas que muitos de nós temos.

Um fato que me deixou um pouco irritada foi a falta de segurança de Poppy: ela é uma fisioterapeuta, bonita, profissional e inteligente, mas que fica se menosprezando por bobagens. Ao mesmo tempo ela deixa coisas importantes passarem despercebidas, como algumas atitudes chaves do Magnus (spoiler!!!).

Em relação ao Sam, tenho poucos comentários a fazer. Ele é o galã clichê: profissional bem sucedido, desatento as “emoções” das pessoas, solicito, simpático e engraçado. Impossível não gostar dele. E como todo bom galã, ele consegue enxergar na mocinha as qualidades que ela mais ignora.

Chega um momento do livro que você pensa “Poppy, se manca, você está noiva... não pode fazer isso”, mas ela ignora seus comentários de qualquer jeito. O final é surpreendente, divertido e totalmente inesperado, pois Sam mostra um lado que escondeu de nós por muitas páginas.

Se você procura um romance para ler no fim de semana, na casa da praia ou até mesmo debaixo dos cobertores nesse inverso, recomendo que selecione Fiquei com Seu Número. ;D

4 comentários:

  1. Oi, Jessica!
    Já tinha ouvido falar nesse livro, lembro que a Pam Gonçalves recomendou ele em um dos seus vídeos e eu fiquei interessada.
    Acho que ele é uma boa pedida pra quem quer leituras rápidas e divertidas. E como eu amo um chick lit devo gostar dele.
    Beijos!
    https://asassecretas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sabrina,
      A Pam é uma linda!! Não tem como não se apaixonar pelos vídeos dela ;)

      Super recomendo a leitura, é fácil, divertida, engraçada e atual. Acho que vai gostar.

      Beijinhos

      Excluir
  2. Amo amo amo amo e amo! Sophie Kinsella é tudo de bom! E esse livro é muito divertido! Adorei a resenha! bjss
    http://resenhasdeumabookaholic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lah,
      Obrigada! *-*

      Verdade, me diverti muito lendo, a Poppy é doidinha!!

      Beijinhos ;D

      Excluir

Tecnologia do Blogger.