[RESENHA] A Verdade Sobre Nós – Amanda Grace

Olá pessoal,


Estava arrumando a minha estante de livros e – em meio a toda aquela bagunça – escolhi trazer para vocês a resenha de A Verdade Sobre Nós, da Amanda Grace (Editora Intrínseca).


A última resenha (O Doador de Memórias) abordava uma das “modas literárias” mais populares atualmente, as distopias, e hoje vim compartilhar um pouco de outro modelo de sucesso, os YA (Young Adult/Jovens Adultos).
Esse gênero é composto por romances para jovens (aquela galera entre 16 – 26 anos), que desejam um romance mais complexo, fundamentado, mas normalmente protagonizado por adolescentes.

Baseado nessa pequena explicação, confiram o YA A Verdade Sobre Nós:

Sobre a autora

Amanda Grace é o pseudônimo de Mandy Hubbard, agente literária da D4EO Literary, especializada em YA e MG Fiction. Em 2005, após ler The Bride’s Necklace (O Colar da Noiva) de Kat Martin, ela se interessou pelos romances de época, tentando assim se aventurar na escrita temática. Depois de muita pesquisa Amanda percebeu que seu estilo de escrita se adequava mais aos romances contemporâneos (ela concluiu que as histórias de época dão muito trabalho).

Seu primeiro grande passo na literatura foi assinar um contrato com uma agente em 2006, mas só em seu segundo trabalho obteve sucesso: o livro Prada e Preconceito, que atraiu o olhar dos críticos e editores.

De lá para cá já ela publicou nove livros e hoje trabalha com autores de ficção adolescente como Jessica Martinez, Lanie Bross e Imogen Howson. Atualmente mora em Tacoma, Washington, com a filha e o marido.

* Curiosidade: Amanda participou do programa de iniciação na faculdade, entrando na Universidade local com 16 anos. Ela ainda se lembra de seu conselheiro escolar advertindo-a, "Os professores não vão saber que você está na escola. Eles vão tratá-lo como qualquer outra pessoa”. Essa conversa é de onde a Verdade Sobre Nós nasceu... Ela só não sabia disso na época.

Sobre o Livro

Madelyn é uma jovem muito inteligente que, com seus esforços e boas notas, consegue ingressar em um programa de iniciação da Universidade, ou seja, ela frequenta as aulas como universitária e suas notas rendem crédito para terminar o colegial. O que ela não imagina é que essa aventura estudantil fará com que ela cruze com Bennet, um encantador e bonito professor de Biologia.

A atração entre os dois é imediata, mas um problema reina entre eles: enquanto Madelyn tem 16 anos, Bennet tem 25 anos. Maddie acha que se aproximar do professor não é um problema, contanto que ele não descubra sua verdadeira idade.

O que ela não poderia imaginar era que criar um relacionamento baseado em mentiras seria tão difícil e que contar a verdade poderia destruir tudo que eles viveram.

Opinião pessoal

“Garotas inteligentes não deveriam fazer coisas estúpidas”.

Foi essa frase que fez com eu me apaixonasse pela A Verdade Sobre Nós. Sabe aquele livro que você devora (figurativamente, é claro)? Bem, foi exatamente assim que me senti. Finalizei a história em dois dias e passei alegria, tristeza e muita raiva, tanto de Maddie quanto de Bennet.

Eu até imagino o passou na cabeça de Maddie: um professor bonito, inteligente e que não a vê como uma garotinha pode mudar a percepção de qualquer mulher (e às vezes até alterar seu juízo), mas em nenhum momento ela pensou nas consequências que esse relacionamento poderia acarretar.

A personagem se prende em determinados valores sociais e morais e esquece que está se relacionando com uma pessoa que tem seus próprios princípios e que viver um romance verdadeiro é muito mais profundo do que as “aparências”.

Gostei bastante do livro, mesmo ficando arrasada com o final. Ao longo das páginas vi a protagonista mudar, crescer e ganhar maturidade, um processo que todos passam, mas muitas vezes ignoram. Essa história serve como uma lição de moral para os jovens, destacando a importância da verdade, os resultados de seus erros e que é possível passar por situações difíceis e seguir em frente.

2 comentários:

  1. Acho que já li uma resenha sobre este livro.
    Que história intrigante, adorei.
    Fiquei curiosa querendo saber mais. kkk
    Bjão

    www.blogdajeu.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jeane,
      A história é muito boa... o clímax da relação entre Maddie e Bennet é desesperador rs

      Super recomendo a leitura!

      Beijinhos ;D

      Excluir

Tecnologia do Blogger.