Ads

Resenha | Não Confie em Ninguém – Charlie Donlea


Título Nacional: Não Confie em Ninguém
Título Original: Don't Believe It
Autora: Charlie Donlea
Editora: Faro Editorial
Ano: 2018
Especificações: 352 páginas
ISBN: 9788595810433
Avaliação: ★★★★★

 
Sobre a obra

Charlie Donlea é, com toda certeza, um dos autores mais imprevisíveis da atualidade.

Ele apresenta aos leitores personagens encantadores, cheios de qualidade, faz com que você os ame e admire e muda todo o rumo da história com uma revelação inesperada.

Esse é o sentimento que compartilho com vocês após ler NÃO CONFIE EM NINGUÉM.

Na obra somos apresentados a produtora Sidney Ryan, uma renomada profissional que está se especializando em investigar crimes não resolvidos e possíveis condenações injustas, e que escolheu como próximo trabalho nada menos do que o caso de Grace Sebold, uma jovem acusada de matar o namorado durante as ferias em uma ilha caribenha.

Decidida a encontrar a verdade sobre o caso, Sidney mergulha em uma combinação perigosa de revelações que podem mudar o final de seu documentário.

Para descobrir a verdade ela vai se arriscar tudo e todas as informações que tem, mesmo que isso custe sua vida.

Como uma das auxiliares dessa empolgante narrativa, temos a aparição da Dra. Lívia Cutty - protagonista de Deixada para Trás - que agora é uma especialista em casos criminalísticos e que vai usar seu conhecimento para analisar a morte do jovem e ajudar a narrativa a ficar ainda mais empolgante.

O leitor é levado a diversos questionamentos: será que Grace é inocente como afirma? O que seus amigos estão escondendo? O que realmente aconteceu naquela noite? E com um tremendo gran finale somos surpreendidos pelo autor.

Alerta de spoiler: o livro tem tudo para ter uma continuação!

Sobre o livro

O destino de Grace Sebold toma um rumo inesperado durante uma tranquila viagem com o namorado. O rapaz é assassinado... e ela é condenada pelo crime. Depois de dez anos na prisão, surge a chance de Grace provar sua inocência ao conhecer a cineasta Sidney. Em um documentário que exibe as falhas do processo, a cineasta questiona se a condenação foi fruto de incompetência policial ou se a jovem foi vítima de uma conspiração. Antes do término das filmagens, o clamor popular leva o caso ser reaberto, mas um novo fato provoca uma reviravolta: Sidney recebe uma carta anônima afirmando que ela está sendo enganada pela assassina. A cineasta começa a investigar o passado de Grace e quanto mais se aprofunda na história, mais dúvidas aparecem. No entanto, agora, o que está em jogo não é apenas a repentina fama e carreira, mas sua própria vida.

Nenhum comentário