13 Reasons Why, conferirmos a nova série da Netflix que impactou o mundo

13 REASONS WHY (13 Razões Porque) é a nova série da Netflix que estreou dia 31 de março – e já impactou fãs em todo o mundo. A história, uma adaptação do livro homônimo de Jay Asher, apresenta a trajetória de Hannah Baker, uma jovem que cometeu suicídio após passar por diversas situações de bullying, abusos, maus tratos e exclusão social no ambiente escolar.

A narrativa, intensa e envolvente está ganhando fãs em larga escala e criando movimentos online com o objetivo de fazer a diferença. Conheçam nossa opinião:

Enredo

Antes de desistir de sua vida, Hannah gravou 13 fitas K7 explicando os motivos que levaram a essa trágica decisão e cada uma das fitas apresenta as pessoas envolvidas nesses “abusos”. Agora, após sua morte, resta aos envolvidos ouvirem cada uma das fitas e realizar os últimos desejos da jovem.

Clay Jensen tem sua própria fita, ele só não sabe por que magoou Hannah – principalmente porque era apaixonado por ela – agora ele tem que encarar as piores coisas que aconteceram com a jovem e conviver com as pessoas que contribuíram para sua morte. Como lidar com isso?

A produção

A atriz Selena Gomez é a detentora dos direitos cinematográficos do bestseller há alguns anos e em parceria com o Netflix colocou a história nas telas e nas mentes de diversos espectadores, retratando com muita sinceridade, gentileza e sabedoria, a realidade de muitos jovens nas escolas (não só americanas).

Como as grandes produções no canal online (como Stranger Things e Orange Is a New Black), 13 REASONS WHY não deixa a desejar quando o assunto é investimento e qualidade.

A obra conta com um roteiro muito bem escrito (eu particularmente não encontrei falhas de continuidade ou perguntas que ficam em “aberto”), cenários realistas (retratando casas, bairros, a escola etc.), fotografia impecável (as cenas noturnas são de máxima qualidade), personagens idealizados com perfeição (os estereótipos e arquétipos são a chave da narrativa, possibilitando que cada elemento tenha sua participação ativa e influenciadora na história), passagem de tempo (como tratamos de uma série com o “personagem morto”, a equipe soube fazer a edição para que o espectador entenda em qual momento da história ele se encontra e como os “pulos” na narrativa se dão).

Os atores são um show a parte, pois esta claro que cada um foi escolhido a dedo para o papel, pois não só representaram as cenas, mas viveram a intensidade de se encontrar em cada uma das situações. Fica aqui meus parabéns para Dylan Minnette (Clay), Katherine Langford (Hannah), Alisha Boe (Jessica) e Brandon Flynn (justin), os atores com personagens mais complexos, que amarram a trama.

Os 13 por quês

O pano de fundo da série é explicar os motivos que levaram Hannah a abrir mão de sua vida, mas o objetivo central da série é revelar diversos problemas e situações que jovens e crianças passam – e que os colegas responsáveis pelo “bullying” (ou não), pais e adultos responsáveis ignoram –, fazendo com eles estejam em constante pressão e sintam-se sozinhos.  

Ao longo dos episódios vemos as situações mais diversas se passarem com Hannah e às vezes nos questionamos, “será que todos esses fatos realmente aconteceriam com uma única pessoa?”. A resposta é sim, e muitas crianças e jovem não precisam de 13 motivos para fazer alguma loucura como se machucar, se envolver com drogas, violência ou cometer suicídio – em determinados casos, basta um único motivo.

Na narrativa é possível reconhecer que muitas pessoas poderiam ter interferido no final da história, mas ninguém realmente se importou. E não é isso que fazemos quase todo dia, não se importar com quem está por perto?

O fim de Hannah foi trágico, uma alegoria do que acontece em todo o mundo, mas podemos mudar a história de diversas pessoas com pequenos gestos, praticando o amor, a gentileza e a atenção.

Algumas pessoas só querem ser ouvidas.


Movimento online

A série não é somente um entretenimento barato para “conquistar fãs” ou estimular a prática do suicídio, mas abrir os olhos para uma realidade.

Por esse motivo a Netflix criou uma campanha voltada para a conscientização das pessoas sobre “bullying” e suas consequências nas vítimas. A campanha em conjunto com o site criado pelo canal online fizeram com que o aumento pela procura a centros de prevenção ao suicídio duplicassem, contribuindo para que a ajuda chegue a mais pessoas que precisam.

Título Original: 13 reasons why
Showrunner: Diana Son e Brian Yorkey
Canal/Produtora: Netflix
Episódios: 13
Ano: 2017
Avaliação: ★★★★  

Um comentário:

  1. Assisti a serie duas vezes pois deixei passar muitas coisas da primeira vez, confesso que é muito impactante algumas cenas, alguns episodio em particular eu não consegui ver, é muito forte e retrata muito bem o que algumas pessoas passam.
    http://fiinaldeoutubro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.