Header Ads

[Resenha] Anna e o Beijo Francês – Stephanie Perkins


Olá pessoal,

Essa última semana foi beeeeeeem (e coloque ênfase nisso!) corrida e não consegui postar uma nova resenha para vocês, mas para compensar a ausência trouxe uma análise do livro Anna e o Beijo Francês, da Stephanie Perkins.

Para quem não percebeu ainda sou apaixonada pela França, e alguns livros são extremamente especiais para mim, como é o caso deste. A história trata de um romance adolescente na capital oficial do amor, mas com um olhar profundo e artístico da autora. Para saber um pouco mais, confiram a resenha:


Sobre a autora

A americana Stephanie Perkins é o tipo de pessoa que todo apaixonado por livros sonha em ser: alguém que viva de livros. Ela já atou em diversos segmentos literários como vendedora, bibliotecária e agora como (*-*). O foco de sua escrita é o romance com a temática adolescente, mas voltado para os adultos (uma espécie de Young Adult Chick Lit – ufaaaaaa, que nome grande!).

Anna e o Beijo Francês (ao que tudo indica), foi a primeira publicação de Stephanie, lançada em 2010, iniciando a trajetória de histórias que continuam em Lola e o Garoto da Porta ao Lado (2011) e Isla e o Final Feliz (2014).

Caso você tenha ficado em dúvida, os três livros não são uma “continuação”, mas sim uma “sequência”, onde alguns personagens ganharam livros específicos contando sua vida isoladamente.

 Atualmente a autora mora nas montanhas do norte da Califórnia com o marido.

Sobre o Livro

Anna é uma adolescente americana que é forçada pelo pai a viajar para Paris e terminar seus estudos na Escola da América, na França. Diferente da maioria das garotas, ela odeia a ideia, pois está acostumada com sua vida, amigos, “futuro” namorado e mudar de cidade, país e continente destruiria todos os seus planos.

Mesmo qualquer insistência de nada adianta, pois logo ela se vê alojaca no dormitório dos estudantes do último ano. Logo após sua mudança para a terra da Torre Eifel (ahhhh *-*), ela conhece Étienne St Clair, Meredith, Rashmi e Josh, um típico grupo de alunos descolados e inteligentes que logo viram seus melhores amigos.

Com o passar do tempo ela começa a reconhecer as coisas boas de morar em Paris, enquanto descobre como é complicado se apaixonar pelo melhor amigo que, por acaso, já tem namorada.

Opinião pessoal

Sou suspeita para falar desse livro, já li duas vezes e leria outras mais. Além de uma linguagem fácil, os acontecimentos são dinâmicos, emocionantes e divertidos. Anna é uma personagem que foge dos estereótipos de personagens mais comuns: ela é a menina comum, um pouco nerd, mas com grande facilidade de se relacionar.

Fiquei surpresa logo no início da narrativa: Como assim que a Anna não quer ir para Paris??? Contradizendo o mundo “normal”, as pessoas têm anseios de viajar, conhecer novos lugares e ter experiências únicas (principalmente se puder ser em outro país), mas não a Anna, ela daria um braço para continuar morando com a mãe e o irmão.

Mas nem tudo que nós irrita, nos entristece não é mesmo e é pensando nisso que Anna vai conhecer um grupo singular de amigos. Além de ser facilmente aceita, ela encontra seu lugar na França, os cinemas, a literatura e os estudos fazem com que ela evolua na língua e se meta em algumas confusões.

É aí que entra o St. Clair (ahhhhhhh St. Clair). Ele é o típico príncipe adolescente, descolado, charmoso, simpático, inteligente, solícito e muito bonito. Por todos esses motivos (e alguns outros), Anna se apaixona por ele. A capa página o relacionamento entre os dois fica mais complicado e a expectativa deles ficarem juntos é muito grande.

Sinceramente, em alguns momentos eu queria arrancar a cabeça do St. Clair fora, pois ele dá várias mancadas coma Anna e, ainda por cima, ainda está namorando com a Ellie. Se você acha que a situação já está complicada para a protagonista, pense que ela ainda tem que dividir a atenção de St. Clair com Meredith, sua nova melhor amiga, que também é apaixonada pelo bom moço.

Quem gosta de romances adolescentes vai se divertir bastante com a história 

Para descontrair, achei uma imagem do Blog Mais Uma Página que fez uma seleção de atores para cada um dos personagens. Confiram:

2 comentários:

  1. Li e achei maravilhoso! Simples e encantador, ótima dica de livro!

    http://www.comoseeufossepoeta.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.