Header Ads

[RESENHA] A Seleção - Kiera Cass


Olá pessoal,
Eu tenho uma terrível mania de adiar as coisas, principalmente postagens. Para 2015, tenho que me alto disciplinar para manter o blog em dia.

Hoje vim conversar com vocês sobre a série A Seleção, da autora americana Kiera Cass. A saga é uma das sensações do momento na literatura juvenil.
Sobre a autora
A Kiera Cass esteve no Brasil no mês de agosto passado (2014), durante a 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, um evento memorável que reuniu os melhores escritores e editoras de todo o mundo. Eu não estive presente no dia, mas pelo que acompanhei na internet foi uma loucura. Fãs gritando o nome da autora, sessão de autógrafos, muita e muita gente.


Kiera publicou a saga em 2012 pela editora HarperTeen, que detem os direitos dos demais livros da sequência. Ela também é dona do romance The Siren (2009), fruto de experiênias pessoais  vividas a partir de 2007.  
Sobre o Livro
A História se passa no território norte-americano destruído pela quarta guerra mundial. As condições econômicas do país foram reduzidas devido ao desgaste com a batalha, fazendo com que os EUA, Canadá e México se unissem para criar Illéa, um novo país governado por uma monarquia autoritária.
Para manter as boas relações com o demais países do mundo, as princesas nascidas na família real são dadas em casamento para outros reinos, enquanto os principes participam da Seleção, um evento televisivo que reune 35 meninas escolhidas a dedo para conquistar o coração o principe herdeiro.
É nesse momento que América entra em cena. A jovem é a terceira filha da família Singer, pertencente a casta número 5, na província de Carolina, o que faz da família um grupo de artistas.
América namora escondida com Aspen, seu principe particular, pertencente a casta número 6. As condições do país impedem que eles se casem e tenham uma vida confortável, pois ela seria rebaixada de casta.
Pressionada pela mãe e insentivada por Aspen, América se inscreve na Seleção.
Sem esperança de ser escolhida como uma das participantes, América se apresenta para as eliminatórias do "concurso" e se sai bem, sendo convocada como uma das 35 pretendentes de Maxonm o herdeiro do trono de Illéa.
Essa oportunidade coloca em cheque o amor da jovem por Aspen e a possibilidade de estar ao lado de Maxon.
O primeiro primeiro livro da trilogia é sensação entre os best sellers, sendo carro chefe para doisoutros livros já publicados (A Elite e A Escolha), contos e a possibilidade de novos livros em 2015.
Opinião Pessoal
A Seleção segue a ideologia da saga de Jogos Vorazes, um universo de guerras sociais e conflitos territoriais. As escrita adotada por Kiera criou um universo encantador, com sacadas geniais, personagens inesquecíveis e um enredo que prende os leitores até a última página.
Na minha opinião, o principal erro da história é a escolha dos nomes dos personagens.
Acredito que a autora teve vários problemas com isso (algo perceptivel nos agradecimentos) e acabou por colocar nomes de países, estados norte-americanos e até dias da semana (Tuesday).
Quem ainda não se aventurou no universo de América Singer está perdendo a oportunidade de conhecer uma história repleta de amor, amizades, luta de castas, belos vestidos e, o melhor de tudo, a possibilidade de se tornar a próxima princesa de Illéa.
Recomendo a leitura!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.