[RESENHA] Revelada – C. C. Hunter (Editora Jangada)

Olá pessoal,

Hoje trago para vocês a resenha de REVELADA*, último livro da série Acampamento Shasow Falls, da C. C. Hunter. Nessa envolvente narrativa conhecemos o desfecho de Della Tsang, a jovem vampira que arrisca sua vida pela família, amigos e pela justiça no mundo sobrenatural.

Agora ela tem uma última tarefa, livrar o pai da acusação de assassinato e decidir o seu futuro com Chase. Com a ajuda de fantasmas e de seus colegas da UPF, a jovem irá provar sua lealdade e conhecer as consequências de revelar sua verdadeira natureza.

Confiram:

Sobre a autora

C. C. Hunter é um pseudônimo Christie Graig, uma autora americana, nascida no Alabama, Estados Unidos. Criativa e sonhadora, Christine cresceu correndo atrás de vagalumes e possíveis príncipes escondidos sobre a imagem de sapos.

A autora é premiada por obras de romance e comédia e é referência no gênero sobrenatural para jovens adultos. Entre seus sucessos está a série Shadow Falls (Nascida à Meia-Noite, Desperta ao Amanhecer, Levada ao Entardecer, Sussurros ao Luar, Escolhida ao Anoitecer e Renascida), publicada no Brasil pela Editora Jangada.

Hoje ela mora em Spring, Texas, com o marido (que não tem nada de sapo), com quatro gatos e um cachorro, e quando não está escrevendo, passa o tempo lendo e com a família.

Sobre a obra

Della é agora uma investigadora paranormal e precisa desvendar um caso de assassinato onde o suspeito é seu próprio pai, e vai precisar da ajuda de Chase, com quem ela tem uma ligação sanguínea após seu Renascimento.

A busca por respostas vai levar Della a se envolver com as gangues sobrenaturais mais sombrias e perigosas e obrigá-la a investigar os segredos inconfessáveis da sua família.

Mas, em meio a tudo isso,  como não pensar em Steve, o metamorfo irresistível que está fazendo tudo para se reaproximar dela? Esta será a batalha mais difícil da sua vida e do seu coração!
Opinião pessoal

Um fato é verídico: final de saga sempre gera no leitor uma nostalgia e tristeza ao ter que dizer adeus aos personagens. E a despedida de Della e Chase não foi fácil.

C. C. Hunter construiu um saga única que vem completar o universo fantástico de uma forma totalmente diferente. Além de não serem vistos como monstros sugadores de sangue (como os primórdios parentes do Drácula), os vampiros vivem e trabalham em harmonia com outros seres sobrenaturais, como lobisomens, fayes e metamorfos.
E nossa personagem principal não fica atrás quando o assunto é interação.

Mesmo “caindo” de paraquedas nessa realidade, Della se adaptou muito bem e atua fortemente na luta pela justiça e verdade nesse universo. Entretanto, neste último exemplar, ela tem a tarefa mais difícil de todas: buscar a liberdade de seu pai.

Em ETERNA, Della acaba se deparando com o fantasma de sua tia e descobre a morte dela não foi um acidente, mas um assassinato onde o principal suspeito é seu pai. Depois de várias pesquisas, a jovem descobre que o irmão gêmeo de seu pai está vivo e que ele pode ser o assassino, só que provar isso não vai ser tão fácil, pois seu tio também é um vampiro e, para toda a família, ele morreu na adolescência.

Enquanto procura uma solução para esse dilema, Della se vê envolvida em grandes decisões, como acreditar nas intenções de Chase e entender seus verdadeiros sentimentos – ou seja, muita coisa para lidar ao mesmo tempo.

A história se desenvolve de uma forma natural – às vezes até monótona – até alcançar o grande ápice dramático, onde todos os medos e conflitos de Della são colocados à prova. Nesse momento todos os detalhes são jogados nas mãos do leitor e cabe a ele fazer as conexões para entender simultaneamente os fatos apresentados – um trabalho de exercitação da mente.

Uma característica forte da autora é a retomada de fatos do passado (alguns mencionados nos livros anteriores, outros para contextualizar o cenário) que criam um pano de fundo para a narrativa. Mesmo que esse recurso lance uma luz aos sentimentos e ações dos personagens, em alguns momentos ela se torna dispensável, possibilitando assim uma maior dinâmica para a leitura – mas nada que desfaça o interesse do leitor.

Conclui a obra completamente satisfeita com o final (difícil isso acontecer em séries), mas achei cada uma das escolhas da autora digna e bem justificada, dando ao leitor uma conclusão digna e preparando-o para novas leituras.


Título Nacional: Revelada
Título Unspoken 
Autora: C. C. Hunter
Editora: Jangada
Ano: 2016
Especificações: 400 páginas
ISBN: 978-85-5539-067-8
Avaliação: ★★★

* Livro cortesia da Editora Jangada

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.