[RESENHA] Cidade dos Fantasmas, Daniel Waters - Editora Jangada

Olá pessoal,

Estou meio sumidinha aqui né ;(

Mas tenho bons motivos: a reta final do casamento fez com que todas as minhas leituras atrasassem e, por consequência, as postagens (sim pessoal, eu casei *-*).

Mas estamos de volta com a corda toda!!

E para comemorar, hoje tem resenha de CIDADE DOS FANTASMAS*, um thriller envolvente de Daniel Waters. Confiram essa magnífica história:

Sobre o autor

Assim como suas obras, a vida de Daniel Waters é repreta de mistérios (pouco se acha sobre a vida o autor na internet). Ele nasceu em 14 de março de 1969 e é um autor americano especialista em terror/thriller.

Sua obra se baseou em grande parte na série Generation Dead (2008 – 2011) e em 2012 lançou Break My Heart 1.000 times(Quebre meu coração mil vezes), publicado pela Editora Jangada com CIDADE DOS FANTASMAS.

Atualmente o autor vive em Connecticut com a esposa e filhos.

Sobre a obra

Após uma catástrofe que matou milhões de pessoas, uma fenda se abre entre as dimensões e as cidades passam a ser assombradas por fantasmas.

Verônica não passa um dia sem ver um fantasma, mas eles não a assustam. Porém, os fantasmas estão ganhando força e começam a aparecer com muito mais frequência.

Ela e seu colega de classe Kirk, investigam o por que desse acontecimento e descobrem uma história sinistra: August, seu professor de história, não se conforma que a sua filha não voltou do mundo dos mortos como fantasma e acha que para isso acontecer ela precisa primeiro se apossar de um corpo, e que Verônica é a pessoa certa para abrigar o espírito da filha.

Mesmo que esteja errado, que mal há em criar mais um fantasma, se já existem tantos!

Opinião pessoal

Sinistro, perturbador e intenso. Três palavras que definem muito bem os sentimentos por trás de CIDADE DOS FANTASMAS.

Os medrosos (como eu) podem querer se afastar dessa obra, pois a temática, além de assustadora, tende a chamar os piores pesadelos.

A narrativa de Waters começa retratando a interação entre um fantasma e nossa protagonista, Verônica. Mas, diferente dos demais fantasmas que habitam a cidade, este tem a habilidade de interagir e influenciar o ambiente – interferindo na rotina de Verônica e sua mãe.

Segundo relatos da obra, a cidade foi tomada pelo Acontecimento – um fato de natureza desconhecida que levou à morte muitos habilitantes e influenciou a ordem natural humana – entenda: nascimento, viva e morte.

Após esse episódio, a cidade passa a ser palco de eventos sobrenaturais, com o surgimento de fantasmas em diversos lugares e situações – salas de cinema, lojas, escolas, jardins e dentro das casas. Ninguém sabe explicar esse fenômeno e o que ele significa, a única certeza é que ele está aumentando.

Diante desse “caos” encontramos diferentes formas de se lidar com o fato, desde a naturalidade de Verônica ao encontrar o fantasma do pai todo dia no café da manhã, até o pavor do profº Peixe ao encontrar o fantasma de uma antiga colega perambulando pela sala de aula.

O que inicialmente é um choque para o leitor se torna natural com o passar das páginas – assim como acontece com os próprios moradores da cidade –, e a expectativa por encontrar novos fantasmas passa a fazer parte da leitura. 

O autor acertou em cheio nesse ponto, levando o leitor para a realidade da cidade por meio de uma narrativa leve, próxima, até intimista em muitos momentos – quando os conflitos interiores aparecem, por exemplo.

Simultaneamente, outras histórias pessoais são inseridas na narrativa, como é o caso de August, um professor de meia idade que se dedica em matar jovens durante o dia bissexto em busca do fantasma de sua filha - que ainda não retornou ao mundo.

O problema é que ele acha que Verônica pode ser a chave para trazer a filha de volta e passa a se envolver com poderes superiores - e temíveis - em busca de coragem e determinação para assassinar a adolescente.

Só que essa decisão não será fácil, pois além de muitos protetores - vivos e fantasmas - Verônica passa a contar com a influência das jovens que antecederam sua morte na busca pela filha de August, passando a assombrar e revelar as ações do professor.

Um obra genial de Daniel Waters merece um lugar carinhoso nas estantes dos fãs. Leitura super recomendada para sextas-feiras 13, halloween e dias de tempestade.

* Livro cortesia da Editora Jangada.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.