[RESENHA] Um Dia, David Nicholls

Nem todos os finais são bons, nem todos os começos são felizes.

Essa é a minha definição básica para o livro Um Dia, de David Nicholls (Editora Intrínseca). Um romance estilizado e contextualizado no final do século 20 que retratou o relacionamento de amor e amizade entre o casal Dexter e Emma. Sucesso de vendas, referência bibliográfica para a literatura jovem e projeto cinematográfico, que criou amores e revoltas entre os leitores – e eu sou parte desse universo em conflito.
Confira a resenha do Blog Modernagem sobre a obra:

Sobre o autor
David Nicholls é um escritor britânico, nascido em Eastleigh, Hampshire, Inglaterra.

Sua carreira sempre esteve ligada a área das artes, com graduação pela American Musical and Dramatic Academy, em Nova York, voltada para a área de atuação. A experiência possibilitou um aprofundamento no mercado literário e a vivência com os roteiros, o que abriu portas para que Nicholls se enveredasse no segmento de escritor freelancer, atuando com leitura e pesquisa de roteiros da BBC Radio Drama – uma oportunidade que proporcionou uma dramática para seus romances.
Além de Um Dia, romance adaptado para o cinema, Nicholls também é o autor de Starter for Ten (Resposta Certa, também adaptado para as telonas), The Understudy e Us (lançado em 2014).

Sobre o livro


A história tem início nos anos 80 (1988 para ser mais exata), quando Emma e Dexter, no dia da formatura de faculdade, tem seu primeiro contato como affair/amigos/namoro. Em desenvolve rapidamente um amor por Dex, enquanto o moço está preocupado em ser o galã das festas, ter várias namoradas e buscar pelo sucesso profissional rápido e fácil.

O livro é divido em momentos distintos da amizade do casal, como o período de conhecimento, de amizade inseparável e de crise na relação. A narração apega-se exclusivamente ao aniversário de amizade de Dex e Em, contando a vida de cada um deles durante 20 anos.

Enquanto Dexter se torna um famoso apresentador da televisão britânica, Emma ainda está em busca de seu lugar no mundo. Com o passar do tempo às coisas começam a mudar de lado, Em inicia uma carreira de professora e escritora enquanto Dex começa a ter problemas com as bebidas e com sua equipe.

Com seu orgulho e egoísmo, Dexter vai afastando Emma aos poucos e acaba destruindo a amizade do casal, até que uma reviravolta do destino cruza o caminho deles em uma festa de casamento.

Opinião pessoal
Na narração de Nicholls é muito boa para descrever o passar dos anos e destacar a evolução dos personagens, ele peca pela organização do livro – às vezes me perdia quando estava na parte narrada por Dexter e na parte narrada por Emma –, mas sem grandes problemas.

Confesso que acho o autor muito criativo e genial, pois faz com que o leitor se apegue ao casal e esteja disposto a acompanhar 20 anos da vida deles. O ponto negativo é o final da história. Alguns leitores concordam com o caminho seguindo por Nicholls, enquanto outros se sentiram traídos – como foi meu caso. Mas sem dúvida a história é magnífica e com grande potencial para arrebatar corações.

4 comentários:

  1. Ainda não consegui ler o livro! Toda a vez que começo a ler paro no 2º capítulo por simples falta de interesse. Sabe quando o livro não consegue te prender? Mas prometo que vou tentar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gossip Girl!

      Sei como você se sente! A história é muito boa, mas o David Nicholls peca na hora de prender o leitor.. falta um pouco de organização. Tente sim, você vai se surpreender! ;D

      Excluir
  2. Assisti ao filme, achei bem legal e real. Gostei de seu blog já estou inscrita também tenho um e desde já convido vc a conhecer se gostar se inscreve. beijos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.