Crítica | Pantera Negra


Quando eu acho que a Marvel não pode se superar, a Casa das Ideias lança um filme magnífico chamado PANTERA NEGRA, uma verdadeira obra de arte do cinema mundial.

Aclamado pela crítica internacional – e muito bem elogiado pela mídia brasileira – PANTERA NEGRA apresenta um super herói destituído de arrogância ou cede de poder, mas que busca a paz, união e a valorização da família e de seu povo.

Enredo

Na história, T'Challa tem a missão de assumir a posição de Rei de Wakanda, após a morte de seu pai. Ao chegar ao país natal, o herói inicia os preparativos para conquistar seu lugar e o manto do Pantera Negra, que inclui uma batalha com qualquer membro da tribo que deseje se tornar o Rei. O ganhador da disputa será o novo líder da nação.

O que T'Challa não esperava era que um parente de sangue se revelasse e questionasse sua legitimidade como Rei, exigindo uma nova batalha. Essa situação acaba por romper os laços de lealdade e a segurança dos Wakandanos.

Construção da história

PANTERA NEGRA é o típico de filme que apresenta emoção, energia, magia e paz – tudo ao mesmo tempo – garantindo aos espectadores uma experiência única e extremamente revigorante.

Particularmente me identifiquei com o personagem T'Challa desde seu aparecimento em Guerra Civil, mostrando todo seu senso de justiça, lealdade, fidelidade e respeito pelas crenças de seu povo. Agora, em seu filme solo, podemos entender quem é o Pantera Negra e como ele se doa pela nação, mantendo as riquezas, conhecimentos e sabedoria vivos e protegidos de quem planeja o mal.

Wakanda, por sua vez, é um país mágico. Isolado no meio da África, seus moradores sobreviveram à fome, miséria e escassez dos países vizinhos, aprendendo a viver em perfeita harmonia, valorizando o que lhes foi dado e a inteligência desenvolvida.

Tecnologias

Em vários aspectos PANTERA NEGRA supera tudo que vimos de tecnologia nos filmes da Marvel, pois os wakandanos aprenderam a explorar o Vibranium em todo seu potencial, criando roupas (tecendo o metal juntos aos fios), armas, aparelhos de comunicação, prédios e estruturas de sustentação etc. modificando todo o universo conhecido e, ao que tudo indica, essa tecnologia passará a ser compartilhada em outras produções do longa (saiba mais sobre isso aqui).

Atores

A interpretação de Chandwick Boseman foi notável, não somente dando viva ao personagem T'Challa, mas compartilhando com os espectadores a experiência de ser um herói de verdade e entender o peso que esse dever traz. Outros nomes como Lupita Nyong'o (ele estava perfeita!), Danai Gurira, Forest Whitaker e Daniel Kalluya e Lititia Wright, são um ‘plus’ na produção formando uma equipe de peso que deu vida e personalidade ao povo wakandano.

Não posso deixar de mencionar a excepcional escolha de vilões para o filme: a dupla Michael B. Jordan (Erik Killmonger) e Andy Serkis (Garra Sônica/Ulysses Klaue) é genial, balanceando loucura, determinação, ousadia e muita ação.

PANTERA NEGRA é um filme especial que vai mudar sua opinião sobre super-heróis – não perca a oportunidade de conferir o longa nos cinemas!

4 comentários:

  1. Olá!
    Estou super ansiosa para ver esse filme :)
    Eu gostei muito do personagem quando comecei a ler os quadrinhos e soube mais sobre Wakanda. Acho que a personalidade dele deixa tudo mais interessante.
    Beijos!

    Books & Impressions

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raissa,

      O filme está realmente maravilhoso. Super recomendo que veja.

      Abraços,

      Excluir
  2. A cultura de Wakande é impressionante. Tudo foi bem feito. Michael B. Jordan fez um ótimo trabalho de atuação. O papel que vai realizar em filme fahrenheit 451 será uma das suas melhores atuações. Ele sempre surpreende com os seus papeis, pois se mete de cabeça nas suas atuações e contagia profundamente a todos com as suas emoções. Além, acho que a sua participação neste filme realmente vai ajudar ao desenvolvimento da história. Cada um dos projetos deste actor supera a minha expectativa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mariana,

      Super concordo com você.
      O Michael faz parte dessa nova geração de atores que apresenta grande potencial e uma capacidade incrível de atuação. Particularmente gosto dele em Creed, Nascido para Lutar. <3

      Excluir